11 de agosto de 2018

summer love - parte 8
11 agosto

summer love - parte 8

Imagem relacionada


Depois da festa, nunca mais voltei a falar com o Francisco. Sabia que tínhamos de falar sobre o que ele me tinha dito, mas na altura nem coragem tive para mandar uma mensagem.
Tocaram a campainha e despertei dos meus pensamentos, abrira a porta sem imaginar que do outro lado estava ele.

Alice (eu): Francisco...

Francisco: Precisamos de acabar a nossa conversa!

Mandei-o entrar, mas ele recusou e deu-me indicação de que íamos para outro sítio que não a minha casa.
 Fomos parar à praia, aquela que ficou a "nossa" praia, para sempre...

Francisco: Sei que ontem me precipitei em relação aquele gajo...

Fiquei calada e lembro-me de estar um pouco nervosa, porque sabia que ele ia "puxar" o assunto da conversa que tivera comigo na festa.

Francisco: Agora sabes bem o porquê!

Continuei calada e ainda mais nervosa, senti na altura até, que ia vomitar o meu próprio coração. 
De longe, ouvia as ondas baterem nas rochas a toda a velocidade, à velocidade do palpitar do meu coração.
Cheirava tanto a maresia. A "nossa" praia era maravilhosa.

Francisco: Não dizes nada...

Alice (eu): Euu... 

Corei tanto que acho que ele se apercebeu que eu estava nervosa e envergonhada.

Francisco: Não digas nada...

Sem esperar, tocou com os seus lábios nos meus, foi o beijo mais intenso que tivera , talvez o mais intenso que me lembro até hoje. Lábios salgados, hálito quente, a sua mão suave no meu rosto, a praia, tudo tão perfeito... o nosso primeiro beijo.
O momento mais bonito das minhas recordações dele, o momento ao qual, naquele dia, eu quis que ficasse em pausa para sempre.
Sinto saudades daqueles lábios com sabor a mar...



0 comentários:

Enviar um comentário